Quinta-feira, 27 de Setembro de 2012
PE ÁLVARO NOMEADO COLABORADOR NA PARÓQUIA DE S.JOÃO DE BRITO. LAMENTÁVEL DECISÃO DE D.POLICARPO

É uma notícia de última hora que nos deixa estupefactos!!!

De facto, o nosso amigo Pe Álvaro de Jesus, é um resistente!
Já não lhe bastava a coragem para continuar a lutar contra um tumor, como já aqui demos conta, tem agora que conviver com o temor de não poder ver concluída a fabulosa obra social a que meteu mãos, desde há alguns anos, ainda para mais quase a ser concluída.

É, no mínimo, estranha esta decisão de D.José Policarpo, ou, quem sabe, de alguém por ele, roído daquela triste e portuguesa (deve ser universal!) invejozice de tudo fazer para impedir o sucesso de quem dá tudo de si em prol dos outros a quem a sociedade nunca nada dá!

Mas na Igreja estas atitudes doem mais.

Contactado o Pe Álvaro, lá nos adiantou com aquela resignada alegria de que costuma "trabalhar com Deus" e que aceita todas as suas decisões e que se as coisas correrem menos bem..."Ele lá sabe!!".

 

Nesta fase em que pouco mais podemos adiantar, resta dizer que a entrada como colaborador na nova paróquia tem lugar na Igreja de S.João de Brito,ali para as bandas de Alvalade, no próximo domingo, 30 de Setembro, pelas 19 horas.

 

A nossa sugestão é que quem puder por lá aparecer para dar um caloroso abraço ao Álvaro, pois que o faça.

Até lá, achamos que , no mínimo, um abraço pelo telefone pode ajudar: 962709399.

antónio colaço

 



publicado por animo às 12:15
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Quarta-feira, 26 de Setembro de 2012
SENTIRMO-NOS NO MEIO DA NOSSA GENTE.escreve Manel Domingues

 

Caro Colaço
 
Sondando sensibidades pensou-se realizar um encontro:
 
Objectivo: reencontrar elementos que se tivessem cruzado (convivido) pelo menos em Alcaíns, no final da década de 60. Abrange assim 3 a 4 anos (67 a 70).
Foram contactados em primeiro os inseridos nesta faixa.
Por se tratar de um grupo, não falei dele para o exterior antes de para dentro, e, também, não muito disso.
Também não me pareceu haver grande proveito na divulgação aqui por ser pouco provável a visita do sítio por quem não tenha endereço electrónico.
 
Agora que aconteceu pode ser notícia e descrevê-lo como o sentiu quem assim o entender.
Além dos convivas tivemos a visita para um copo, do Pissarra e do Mendonça, o que também  foi muito bom.
 
O nosso amigo Centeio exagera na "homenagem".
A saber: Os contactos foram maioritariamente fornecidos por elementos presentes no encontro e por ausentes que não puderam ou não quiseram ir. Menciono o Jorge Nogueira, o Damas, o Catarino e Oliveira (presentes) e o Roque Afonso (ausente).
O prazer foi muito meu, também ,no encontro em si e no ânimo recebido por parte de muitos que não puderam vir, compensando, por vezes, o desânimo ter incomodado.
Depois eu também queria muito sentir-me no meio da minha gente.
 
Abraço 
Manel Domingues


publicado por animo às 00:52
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 25 de Setembro de 2012
COMO SE NUNCA NOS TIVÉSSEMOS SEPARADO.escreve Zé Centeio

 

Quinta do Lago, Alferrarede

22-09-2012

 

E UM DIA O FUTURO BATE-LHES À PORTA…

 

 Antes de qualquer consideração sobre o encontro, gostaria de homenagear o trabalho do nosso amigo Manuel Dominges, não só pelos convivas que conseguiu reunir à volta da mesa, mas também pelo cuidado que teve na opção do local (Quinta do Lago, Alferrarede), no acolhimento e na escolha do repasto que, diga-se, foi de fazer inveja a um qualquer banquete real. Bem-hajas, Manuel.

 

 

NR-Mas este pessoal só bebe...sumos?!Ó balha-nos Deus...zz..zz.A culpa é do eclético cicloturista Chambel!!Pim!ac

Uma segunda nota para agradecer a visita do Pe Manuel Mendonça e do Mário Pissarra, as quais sentimos como a afirmação de uma solidariedade que ganhou raízes num passado comum, independentemente do tempo ou de gerações. Outros teriam gostado de se juntar nesta afirmação de solidariedade se o encontro tivesse tido maior divulgação, mas – permitam-me que seja egoísta – eu preferi desfrutar, num ambiente mais próximo e familiar, da companhia daqueles com quem partilhei uma pequenina parte da minha vida.

Após estas breves notas - justas, justificadas e necessárias -, passemos então a outras considerações.

 

À chegada, num dia que convidava ao passeio e ao convívio, tínhamos à nossa espera ao ar livre alguns dos acepipes regionais, acompanhados por refrescantes bebidas. Foi espaço para os abraços adiados, para a surpresa do reencontro, para a alegria incontida… Como diz o Manuel: “As emoções não se descrevem, apenas se vivem”. E logo à chegada meti o Manuel em trabalhos. Tinha preparado cuidadosamente na véspera uma pastinha onde estava o texto para distribuir, as listagens dos inscritos e mais umas brincadeiras que não chegaram a sê-lo, já que na pressa de partir ou na ânsia do reencontro, acabei por esquecê-la. E lá andou o pobre do Manuel a pedir ao responsável do restaurante autorização para eu poder ir à net e, como se não bastasse, imprimir algum do material. Um pormenor sem importância. Por razões diversas, não foram muitos os que responderam à chamada, mas valeu bem a pena, pois houve tempo para histórias e conversas mais longas. Houve quem desse a desculpa das vindimas, outros não puderam mesmo estar e outros ainda apenas não quiseram.

 

Gostaria de ter encontrado o Victor Cardoso, o Victor Ribeiro, o Assis Cardoso, o Chico Vaz, o Simão, o Gaspar Domingues (malandro, inscreveu-se e não apareceu), o Carlos (espanhol) e tantos outros, mas ainda não foi desta. Outras oportunidades virão. O Adérito levou o seu baú de fotografias; algumas passaram de mão em mão e outras eram mostradas no computador. Ríamos de nós próprios, do que fomos ou, talvez, do que nos tornamos ou somos hoje. Da parte que me toca, este foi um encontro muito especial, pois dos 16 companheiros presentes, 12 não via há quase 40 anos (38 anos?). Como foi bom reencontrá-los e, de modo muito particular, o meu grande amigo e companheiro Luís Ramos.

 

 Passadas que foram quase quatro décadas, a verdade é que, com mais cabelo ou com menos cabelo, com mais ou menos cabelos brancos, todos nós parecemos ainda guardar qualquer coisa dessa nossa meninice (adolescência). Não sei exatamente o quê, mas talvez o facto de nos conhecermos e termos convivido de perto nos transmitisse a impressão de que, apesar do tempo, nunca nos havíamos separado. Estes pequenos encontros, onde a identificação não é apenas com um passado comum, mas com pessoas muito concretas, permitem esta aproximação e esta ilusão de uma proximidade que, apesar de desbotada, nunca se perdeu. Talvez por isso mesmo, no íntimo de cada um de nós, e apesar dos caminhos diferentes que cada um seguiu, a separação nunca tenha acontecido. Terá porventura sido um adeus até à próxima, mesmo que esse desejo implícito tenha sido adiado mais do que inicialmente se imaginara ou do facto tivéssemos consciência. Quem sabe se o sentido da frase “Os amigos não se separam, apenas seguem caminhos diferentes” não saiu reforçado deste encontro ou até – cada um saberá – tenha ganho um novo sentido: “Apesar de caminhos diferentes todos eles confluem num futuro que outrora, num passado partilhado, começamos a esboçar”. Essa é por certo a nossa esperança em relação àqueles que não puderam estar presentes ou que não quiseram por pensarem que esse futuro ainda não tinha chegado.

 Na verdade, por mais que tentemos, o futuro apanha-nos sempre desprevenidos, talvez por nunca ser o que havíamos imaginado e nos assustar o que ele consigo transporta. Mas o importante é aceitar os riscos e tentar, com outros, transformar o presente em algo que um dia será futuro.

Estou certo que um dia o futuro lhes baterá à porta, assim estejam eles disponíveis para a abrirem e prontos a recebê-lo.

No final o adeus era, agora conscientemente, até breve. Quem sabe se Alcains 2013 ou num outro qualquer local num destes dias?! Foi lançado o desafio: no próximo encontro cada um dos presentes terá que convencer um dos ausentes a estar presente. Devagarinho, sem pressa, chegaremos lá! Saibamos nós ir preparando o futuro.

Sejam felizes em seara de gente.

Um grande abraço.

José Centeio

 

PS. Para os anais desta nossa história, eis a listagem dos presentes: Adérito Mateus, Abílio Lourenço e esposa, António Oliveira, Bento Domingues, Carlos Alberto Lopes, Carlos Marçal e esposa, Fernando Ramos, José Henriques Mateus, José Centeio e esposa, Luís Catarino e esposa, Jorge Nogueira, João Chambel, Joaquim Minhós e esposa, Luís Pereira Dias, Luís Ramos, Manuel Domingues e esposa

 

NR

Camiiiiinha.Mais logo há mais imagens!!!Obrigado Zé Centeio.Espero que tenhas gostado do título que puxámos para destaque.Tem tanta força e está no teu fabuloso ( como sempre) texto.
Ufff!!!Já andávamos " precisados" deste suplemento de alma!
2

Zé, não apareces em nenhuma das fotos?!Sabemos do que a casa gasta, mas...ó balha-nos Deus...zzz...vê lá se descobres!!!O mesmo se diga do P.Manel Mendonça, como é?!

antónio colaço



publicado por animo às 02:30
link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 24 de Setembro de 2012
CONVITE PARA DOMINGO, 30 SETEMBRO, 16H, NOVO HOTEL SANTA MARGARIDA,OLEIROS

 



No próximo domingo, 30 de Setembro, a partir das 16 horas, estão todos convidados para subir até Oleiros para a inauguração do Hotel Santa Margarida e da Exposição A ARTE NÃO EXISTE.A ARTE SOMOS NÓS,com que este vosso amigo foi desafiado.

Uma vintena de obras, entre as quais cinco originais feitas propositadamente para esta abertura - na imagem a LARANJEIRA DAS LARANJAS DE OURO - esperam pela vossa solidária aposta nestes amigos que ousam desafiar o "enterior desesquecido".
Um piano espera por uma tarde de animada improvisação.
Obrigado F.
 
antónio colaço


publicado por animo às 22:04
link do post | comentar | favorito
|

UM CHEIRINHO DO REENCONTRO DO PESSOAL DO FINAL DA DÉCADA DE 60
Zé Centeio
 
Caro Colaço,
Para não desanimares (não tenhas pressa!), envio-te o texto que escrevi e que distribuí no encontro. Quanto ao escrever, talvez hoje à noite. Posso adiantar que tivemos o prazer da visita do Mário Pissarra e do Pe Mendonça. No que respeita às fotografias, vamos ver o que se arranja, pois além da máquina (sobretudo no interior) não ser grande coisa, o fotógrafo consegue ser ainda pior.
Mas alguma coisa se arranjará.
...
Abraço,

Caros Amigos,

Não imaginam como estou feliz por estar aqui. Por poder reencontrar gente que julgaria «perdida» para sempre. Quando há uns meses desafiei o Manuel a organizar um encontro como este, mal eu adivinhava que tempos depois já ele me estava a telefonar dando conta das suas várias tentativas de abordagem. Bem-haja, Manuel pela tua grande generosidade e me/nos teres proporcionado este momento. A vida celebra-se no Reencontro.

Este não é mais um encontro ao qual as pessoas vieram por obrigação ou para cumprir um qualquer calendário. Também não será um encontro onde meia dúzia de amigos se juntam para beber uns copos, esquecerem as mágoas da vida ou desfiarem um acumular de lamúrias nostálgicas de tempos idos.

Este é o Reencontro com uma pequenina parte da nossa vida, com aqueles que partilharam connosco essa ínfima parte da grande caminhada que foi, e continua a ser, a nossa vida. Apesar da ínfima parte, não significa isso que tenha sido mais ou menos importante que outras etapas. O grau de importância é do foro individual e, certamente, ele será diferente em cada um de nós. O importante é que estamos aqui e viemos porque somos pessoas livres. Talvez o Manuel Domingues tenha feito um pouco de pressão, mas foi com boas intenções como é timbre de gente generosa!

Queria celebrar este momento com uma mensagem a cada um, mas como sei que isso é impossível, aqui vos deixo esta mensagem coletiva para que possam recordar este REENCONTRO como um momento que valeu a pena e que, ao lembrarem-se deste dia, sintam o desejo de novos reencontros.

Sejamos felizes em seara de gente e obrigado por este momento.

Um grande abraço deste vosso antigo e sempre novo amigo.

José Centeio
 


publicado por animo às 18:58
link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 23 de Setembro de 2012
WEBANGELHO SEGUNDO FREI BENTO DOMINGUES

g



publicado por animo às 23:40
link do post | comentar | favorito
|

Sábado, 22 de Setembro de 2012
ÚLTIMA HORA .GRANDE REENCONTRO DE 24 ALUNOS DO FINAL DOS ANOS 60!!!

O Manel Domingues acaba de nos ligar, eufórico, pela intensidade do encontro deste sábado entre alunos que não se viam, a maior parte, há 40 anos!!!
Aguardamos a todo o momento as primeiras imagens e sabendo que, pelo menos, o nosso já conhecido Zé Centeio lá esteve e sabendo a sua queda para a escrita, vamos ter emoções a rodo!!!
Aliás, como dizia o Manel,as "emoções não se transcrevem" mas, segundo ele, houve uma tónica que todos confirmaram "éramos todos malta que já convivia muito entre si no Seminário"!!!
Vais ver, Manel, as emoções a saltarem pela mão do Zé Centeio ou, quem sabe, do João Chambel Isidro.
Isto não envolve nenhuma crítica, Manel, antes pelo contrário, se há colaborador da animus que nos salte ao caminho com as emoções todas à flor da pele, tu és, seguramente um deles!!!

Fica essa nota, para já.

Parabéns a todos!

antónio colaço



publicado por animo às 22:19
link do post | comentar | favorito
|

BOA CONFRATERNIZAÇÃO PESSOAL DO FINAL DA DÉCADA DE 60

 

Todo o tempo vai ser pouco para conviverem e daqui formulamos os melhores votos para que nada fique por dizer!!!

Vão ver!!!
Ó pra cá, depois, durante o dia, com umas imagenzitas de tlm!
Vamos ficar todos a torcer por vós!

antónio colaço

 

NR

Na pessoa do Manel Domingues, o obrigado pelo convite à redacção da animus para participar.

Não vão faltar repórteres.Por aqui o frenesi é o da mudança para uma nova pátria!!!
Ânimo!!!



publicado por animo às 01:35
link do post | comentar | favorito
|

Sexta-feira, 21 de Setembro de 2012
UM INÉDITO PEDIDO DE AJUDA!!!!

Primeiramente tenho que vos pedir desculpa pelo meu atrevimento por vos vir incomodar.

Mas eu passo já a falar do caso que me traz até vós.

Vi que eram ex-alunos do seminario de Alcains e é por isso que vos estou a incomodar.

 

Eu sou descendente directo de um Padre que deve ter sido aluno da vossa escola.
Esta questão nunca na familia era tratada ou falada com profundidade e eu  agora que estou reformado estou a tentar refazer o que terá sido a vida do meu bisavô.
O meu bisavô, tal como eu, era natural do Palvarinho, aqui bem perto de Alcains.
E o seu nome era Padre JOSÉ BAPTISTA ROSSA.  
Eu do que já consegui saber do meu antepassado só consegui saber de coisas passadas na capital.
No arquivo de S. Vicente de Fora há noticias da estadia dele como  Prior numa Igreja de Lisboa e outros factos.
Mas quanto à sua ordenação nada consta em Lisboa.
Eu calculo que ele tenha sido ordenado em 1850 + ou - .
A  ser aluno em Alcains terá sido por volta de 1840.
Será que é possivel eu consultar, ou alguém para mim,a lista dos ex-alunos dessa altura.
E poderá ser aqui em Alcains ou os aquivos já estão em Portalegre?
 Ficarei  muito grato por tudo o que puderem fazer para eu conseguir "reencontrar" essa parte importante da minha familia.
 Fico ao vosso inteiro dispor aguardando noticias vossas.
 Bem-hajam.
Januário
 
janvibatista@hotmail.com
 


publicado por animo às 08:37
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 20 de Setembro de 2012
ANTÓNIO ASSUNÇÃO E O SEU JESUS

 

«E vós, quem dizeis que Eu sou?» [Marcos 8, 27-35]

 

O dia 20 de Setembro traz à memória várias efemérides…

Uma delas celebra o presbítero Santo André Kim Taegom e Paulo Chang Hasang e seus companheiros, Mártires Coreanos do XIX.

É curioso e oportuno referir que a fé cristã chegou à Coreia nos inícios do século XVII por iniciativa e pelo testemunho de fiéis leigos.

Ficaram famosas para a história estas palavras duma carta de Santo André Kim: «Irmãos caríssimos, sabeis com certeza que Nosso Senhor Jesus Cristo, vindo ao mundo, tomou sobre si inumeráveis dores e com a Sua paixão fundou a santa Igreja e fê-la crescer com as provas e os martírios dos fiéis».

Outra data significativa tem a ver com um escrito de Chiara Lubich (1920 – 2008), com data de 20/9/1949. O verão tinha sido “quente pela experiência de paraíso” feita nas Dolomitas – montanhas de Trento e a descida para continuar o contacto com “o mundo frio da realidade do quotidiano” fê-la puxar por um cartão de visita que lhe foi disponibilizado e num jacto de “fogo e de luz” escreveu: «Tenho um só esposo sobre a terra: Jesus Abandonado… Mas é necessário ser como Ele: ser Ele no momento presente da vida»

«E vós quem dizeis que Eu sou?»

Jesus é o que mais ama, porque ama até dar a vida no altar da cruz. É também Este o meu Jesus… «não tenho outro Deus fora d’Ele»

Um dia feliz

António Assunção

http://eleesta-nomeiodenos.blogspot.com/

 

 

 



publicado por animo às 21:17
link do post | comentar | favorito
|

Contador
pesquisar
 
Junho 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
14
16
17
18

19
20
21
22
23

26
28
29


posts recentes

ANIMUS DE LUGAR DE ENCONT...

ESTÁ TUDO DITO

ANIMUS O FIM há sete anos...

VEM AÍ A "ANIMUS SEMPER" ...

ANIMUS SEMPER escreve ant...

comasalpcb@gmail.com O E...

O RESPEITO NÃO SE DECRETA...

DAS ELIMINAÇÕES A CAMINHO...

ESTE BLOG TERMINA NO FINA...

NUNCA ACEITAREI REGRAS SA...

arquivos

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

links
subscrever feeds