Domingo, 31 de Março de 2013
ALCAINS 2013 HABEMUS GRAFISMUS! OU, O QUE FAZEM OS FILHOS QUE FIZEMOS!Obrigado, Carlos Mingacho!

Com a devida vénia transcrevemos da página do Facebook gerida pelo Carlos Mingacho:

 Desenhado e pintado a aguarela, por Alexandra Belo, minha nora.

 

 

Depois de superiormente aprovado, por maioria dos comissionistas - Alcains 2013, sou a publicar o rótulo da garrafa, que irá perpetuar o encontro, num trabalhos dos Arq.s Alexandra Belo e Vitor Mingacho, o tinto é um reserva de 2009, com medalha de prata, da Adega Alto Tejo de Castelo Branco.

Carlos Mingacho



publicado por animo às 23:10
link do post | comentar | favorito
|

Sábado, 30 de Março de 2013
SIRVAM-SE.RESSUSCITEMOS.ALELUIA.SANTA PÁSCOA!!!

 

 

 

 

Acabadinha de fazer, aguarda a hora de desenformar e, mais tarde, de tomar forma nos nossos esfomeados estômagos com o apoio de um tinto ressuscitado do chão alentejano!!!

 


Com os votos de Santa Páscoa, Trás-os-Montes no coração - foi em Meireles, graças a Abril de 74, que me viciei nestas Bôlas, ou folares - aqui fica a receita ( que não cumprimos!), sacada da web, para quem quiser experimentar!

SIRVAM-SE.

RESSUSCITEMOS!

ALELUIA!

SANTA PÁSCOA!!!

antónio colaço

 

BOLA DE TRÁS-OS-MONTES

 

1 kg de farinha 30 g de fermento de padeiro 1,5 dl de água 12 ovos (médios) 300 g de gordura (por ex: 125 g de manteiga, 125 g de banha e 1/2 dl de azeite) água ou leite 1 colher de sopa de sal farinha 1 gema 1 salpicão 1 linguiça (chouriço de carne, em Lisboa) 200 g de presunto 1 frango assado ou estufado (fac.) salsa

Peneira-se a farinha para um alguidar, faz-se uma cova no meio onde se deita o fermento dissolvido em água morna e envolvem-se.Passam-se os ovos por água morna e juntam-se à farinha, mexendo em círculo. Derretem-se as gorduras, tendo o cuidado de não as deixar aquecer em demasia, e deitam-se sobre a farinha. Começa-se então a trabalhar a massa, juntando água morna (ou leite) onde se dissolveu o sal. Com água obtém-se uma massa mais fina.Bate-se a massa à mão, até se soltar do alguidar e fazer bolhas. Molda-se em bola, polvilha-se com farinha, cobre-se com um pano e envolve-se num cobertor. Coloca-se num local temperado e deixa-se levedar.Quando, rompendo a massa, esta se apresentar com o aspecto de uma renda, está pronta.Tem-se um tabuleiro rectangular com pelo menos 7 a 8 cm de altura. Divide-se a massa em 3 partes, sendo uma maior. Põe-se esta a forrar o fundo e os lados do tabuleiro e por cima espalha-se metade da porção das carnes e salsa. Cobre-se com uma camada de massa sobre a qual se dispõem as carnes (o salpicão e a linguiça em rodelas, o presunto em bocados e o frango sem peles e sem ossos) e a salsa restantes, que serão cobertas com a 3ª parte da massa. Fecha-se o folar enrolando os bordos da massa e deixa-se novamente levedar. Quando, à superfície, aparecerem umas bolinhas, pincela-se o folar com a gema e leva-se a cozer em forno bem quente (200ºC) cerca de 45 minutos.


publicado por animo às 20:13
link do post | comentar | favorito
|

MANUEL DOMINGUES DESEJA-NOS A MELHOR PÁSCOA, CELEBRAÇÃO DA VIDA

Manuel Domingues, ao meio, "lendo" a sua mensagem pascal!

 

Venho por este meio, desejar a todos a melhor Páscoa, celebração da vida.
Que recebais os melhores ovos, cujas cascas escondam os melhores presentes.
De entre eles que conste saúde e paz para os vossos lares e para os vossos entes queridos.
Manuel Domingues
 


publicado por animo às 17:34
link do post | comentar | favorito
|

Sexta-feira, 29 de Março de 2013
ANIMUS. UM LUGAR PARA ACHAR E PARA NOS ACHARMOS escreve Manuel Domingues

Manuel Domingues, o primeiro à esquerda!

 

Caro amigo Colaço, doi-me verificar o teu (aparentemente inútil) esforço, para dar vida a este local de encontro. Com o devido respeito já devias saber que nem tudo é o que parece e que "quem semeia colhe".

O nosso amigo Tó Manel disse bem, penso, dos motivos.
Pelo meu lado, não quero que passe a mensagem de "me achar" e muito menos monopolizar.
Também não fica fácil se não houver "feed-back". Para que conste, sinto-me pequenino, não tenho capacidade de fazer ninguém feliz e quiçá até, de proporcionar algum momento feliz a alguém.
Tenho mesmo a "lata" de me empanturrar até mesmo com a fome dos outros por perto. Sou nem mais nem menos que um humano.
Hoje aprsenta-se à minha frente a cruz. Nenhum filósofo do facilitismo deu provas de resultdos.
Há doi mil anos de forma objectiva, viva, este Senhor disse-nos tudo. Compovadamente presente. Ainda ninguém ficou feliz com o acomular de excessos, no entanto continua a ser esse o caminho mais procurado: fugimos da cruz de aturar os outros e enterramo-nos nas futilidades.
Teremos sempre o que merecemos.
Lembrou há dias o Tó Manel que a história se vai repetindo. Com tantos saberes e meios, depois de comprovados erros, mesmo os que "se acham" não encontram "o caminho" : também não sou eu mas é importante que, por insignificante que seja, que o seja para cima de forma a que, algures no tempo a felicidade seja factual.
Estas a ver Colaço, como colhes? dá graças sim pelas pernas e de muito mais que nem tem lembres, que eu também vou tentar.
Abraço e boa Pascoa a todos, essa sim que a vale a pena celebrar, para cima.
Manuel Domingues
 
NR
Vês, Manel, como me (nos) fizeste feliz (felizes)?
E é preciso tão pouco.
Esta manhã de Morte, surge esplendorosa com a Ressurreição que tu e o Zé Centeio vieram anunciar:RESSUSCITOU como disse.
Como vocês nos acabaram de dizer, quais mulheres de Jerusalém.
Invejo saber-vos redescobertos pelo contributo deste lugarejo e com a interacção de que dais provas.
Uma Benção para todos!
Quase que me apetecia dizer, e vou dizer, como desejaria ter andado à porrada convosco, ter confidenciado mil histórias convosco, partilhado incontidas raivas convosco, tricotar conspirações para copianços convosco, partilhar angústias de um corpo à procura de o ser, convosco, partilhar os segredos de monsenhor Félix convosco.....
Conheço-vos apenas  há dois dias e, no entanto, parece que 1963 vai voltar a ser, outra vez, no próximo Outubro das nossas vidas, quase meio século decorrido!
2
OBRIGADO!
antónio colaço
 
em edição


publicado por animo às 13:05
link do post | comentar | favorito
|

SOMOS TODOS COMPANHEIROS DA MESMA CAMINHADA . escreve Zé Centeio

Caro Colaço,

Uma Santa Páscoa para ti e para todos os teus.
Aí vai um texto para animar e refrescar a ANIMUS e para que, de alguma forma, possa contribuir para a tua ressurreição. E assim nos encontraremos como companheiros de Emaús... até Alcains.
Um grande abraço, meu caro.
Zé Centeio

SOMOS TODOS COMPANHEIROS DA MESMA CAMINHADA

 

Perdoem-me os teólogos e os biblistas, clericais ou leigos, mas desta vez começo com uma pequena incursão nos mistérios insondáveis das Escrituras, porque um simples crente também tem o direito – atrever-me-ia mesmo a dizer, o dever - de se aventurar nos mistérios da Palavra. Como diz, no fecho do seu livro «Caroço de Azeitona», o não crente Erri De Luca, “Enquanto em cada dia me puder deter nem que seja sobre uma só linha daquelas escrituras, não perderei o espanto de estar vivo”. A referência a Erri De Luca não é inocente, pois ao referir o olhar de alguém “acampado fora dos muros da cidade”, é minha intenção cuidada não ferir sensibilidades nesta minha pequena incursão pelas Escrituras. Trata-se de uma espécie de socorro antecipado. Já agora, se me permitem, aconselho a sua leitura. Nesta caminhada da ANIMUS ou melhor, daqueles que através desse espaço se foram e vão reencontrando, tenho consciência da grande amálgama no que se refere à relação de cada um com as Escrituras, com a sua experiência de fé ou ausência dela, com as estruturas e com as diferentes manifestações e práticas. Foi também essa diversidade e amálgama de experiências que me atraíu e me fez sentir acolhido. Mas voltemos ao que aqui me trouxe.

Devo dizer que tenho alguma simpatia pela expressão bíblica «Deus de Abraão». Primeiro, porque nos transmite a ideia de um legado que foi uma construção colectiva de muitos que nos antecederam, transporta consigo uma memória que nos dá uma outra consciência da nossa relação com o mundo e a comunidade, seja ela qual for. Segundo, porque nos dá a ideia de um Deus próximo, companheiro, caminhando ao nosso lado, mas sem nunca pretender substituir-nos na responsabilidade das opções. Gosto, talvez porque me sinto confortado, de um Deus que está próximo, que acompanha. Terceiro, porque o que a expressão acentua a importância do processo – a caminhada – e não o final, a terra prometida. O Deus de alguém que faz caminhada connosco e que sabe que nunca chegará à terra prometida. O que realmente importa é a consciência que vamos adquirindo ao longo do processo e o que coletivamente vamos construindo, independentemente de sabermos ou não onde fica essa terra prometida e se lá chegaremos. Não deixa de ser curioso que o lugar do grande encontro seja precisamente o deserto. A verdadeira motivação – ao contrário do que seria suposto pensarmos – não é a terra prometida, mas o deserto, porque é nesse lugar de encontro que somos postos à prova, ou seja, que a nossa relação com o outro é testada, ganha forma e se solidifica.

Imagino que neste momento a vossa paciência esteja quase no limite sem saberem ao certo ao que venho. Satisfazendo a vossa curiosidade e evitando o risco de esgotar a vossa bondosa paciência, digo-vos que o que aqui me traz é o nosso próximo grande encontro em Alcains, agendado para 18 de Maio. Poderia terminar este meu texto e deixar à imaginação de cada um as ilações do atrás escrito e sua relação com o referido encontro. Sem pretender vos privar de tal exercício, deixo-vos contudo mais algumas achegas. O que realmente me importa, nestes encontros e nos espaços onde- bem ou mal, com mais ou menos arrufos, desânimos, tristezas e muitas alegrias – vamos partilhando o que nos vai na alma ou o que nos dá na real gana, é o percurso que vou fazendo com alguns dos colegas e amigos que reencontrei.

 Não me interessa uma qualquer terra prometida, anunciada ou desejada por muitos. É assunto que não me preocupa, já que, para mim, o essencial está na caminhada e no que vou (vamos) sendo capaz(es) de construir. E não tenho a pretensão, nem tão pouco força e a disponibilidade, de a todas as solicitações responder, pois é natural que me sinta mais próximo de uns do que de outros. Quanto às razões todos as adivinham. Contudo, e aí está a importância da memória coletiva, serei sempre devedor a todos aqueles que me possibilitaram a oportunidade do reencontro e que, antes de mim, também eles fizeram uma caminhada e que me permitiram que hoje também eu seja companheiro. Somos companheiros de uma caminhada independentemente de qual será o seu fim. E será que algum dia terá fim?! Ou não será aí, precisamente no precurso, que radicará a nossa esperança?! O importante é que saibamos ver no outro o pequeno gesto que faz dele «companheiro de Emaús», ou seja, companheiros dessa mesma caminhada.

Como alguns têm defendido, entre os quais o Mário Pissarra, o importante são os encontros que vão tendo lugar. E a Animus tem cumprido o seu papel. E por isso estamos vivos.

Lá estarei em Alcains e  já com água na boca pelas papas de carolo, que adoro. O programa promete. Espero aí encontrar muitos dos que não encontrei em Portalegre. Aliás da Lousa a Alcains, caminho que fiz muitas vezes a pé, é apenas um saltinho. E na Lousa lá estarei para as festas da padroeira, Nossa Senhora dos Altos Céus.

Para finalizar um apelo. Em Portalegre alguém no final me cumprimentou por ter sido do ano do Chico Vaz. No meio de conversas cruzadas e de despedidas, não guardei o nome, apenas sabendo que conhece o Chico Vaz e que este viverá para os lados de Viana do Castelo. Se um deles ler estas linhas, fique sabendo que gostaria imenso de encontrar o Chico Vaz em Alcains. Já agora, mais umas dicas: o Chico Vaz, irmão de um colega mais velho, o Luís Vaz (excelente guarda-redes, do ano do Mingacho?) eram originários da Sobreira Formosa.

Para uma próxima oportunidade fica a promessa de um texto sobre a minha passagem por Alcains e o quanto ela foi marcante na minha vida. Esta promessa é também um desafio para outros companheiros.

Deste vosso companheiro que tem como lema ser feliz em seara de gente.

Um grande abraço.

José Centeio.

 

NR

LINDO.Luminosa,como sempre, a tua Palavra*, Mestre!
Obrigado.

antónio colaço

*Palavra, disse bem.Percebe-se de Quem vem!



publicado por animo às 12:50
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 28 de Março de 2013
SANTA PÁSCOA OU DE COMO A ANIMUS TARDA EM RESSUSCITAR!!!!

Acabei de editar os dois últimos post recorrendo:

a) à página do Facebook do João Peres.

b) à cópia do post publicado aqui o ano passado neste mesmo dia

2

 

Tudo porque não me rendo a ver a animus sem uma pontinha de ânimo.

Confesso: acabei por me render, sim, à minha (para mim, compreensiível) teimosia de nada publicar se nada enviarem aqui para a redacção!

Não vou, portanto, perder mais tempo com um daqueles arrazoados a que já ninguém liga e de que todos, em geral, creio, escarnecem, quer dizer, talvez a expressão seja forte demais, digamos, antes, a que todos em geral agradecem tipo, "ó pá, poupa-nos!!!" como aquela de um conhecido anúncio "o papá poupa muito pouco.Poupa muito pouco o papá!"

 

Não quero perder um minuto a procurar as razões para este alheamento.

Não nos apetece ser incomodados uns pelos outros e pronto.

Temos o regresso do Sócrates, o previsível chumbo do Tribunal Constitucional ao OE, os falhanços da Selecção, etc, etc para nos entretermos.

Por isso, deixem estar o passado muito quietinho.

Por isso deixem estar o futuro quietinho, também.....

quer dizer, esperem lá, ALCAINS 18 de Maio está quase mas....isso avia-se em três pancadas, um almocito, dois dedos de conversa para despachar, uma tarde a fingir que discutimos o futuro da Associação, bla,bla, onde é que nos vamos reunir para o ano, toma lá uma garrafinha de vinho da Quinta da Margalha e põe-te ao fresco que para o ano há mais.

 

Por tudo isto e muito mais, era só para que soubessem que todos os dias passamos pelo correio:

 

animados30@gmail.com

 

e que estamos aqui para vos desejar uma SANTA PÁSCOA, para uns, uma BOA PÁSCOA para outros ou, ainda, um bom fim de semana alargado para outros tantos.

 

Ah! E até ALCAINS, 18 de Maio, quer dizer, se nos apetecer aparecer.....tanto quanto nos apetece aparecer por aqui!!!!

 

antónio colaço

 



publicado por animo às 19:19
link do post | comentar | favorito
|

PARABÉNS,ZÉ DUQUE

Ora nem mais nem menos, caríssimo Zé Duque ( nunca nenhum seminário do País teve  tantos Duques!!!) levantemos a taça em tua honra!!! Tropeçámos na tua página do Facebook (Adriano, aponta aí!!!) que tem, de facto, esta vantagem!

Aguardamos o teu nº de telemóvel para que os teus amigos te saúdem!!!

E não te esqueças da máxima Carrilhiniana:

 

Não faças, anos Zé Duque

Deixa-me ser eu a fazer

Ficas tu um ano mais novo

E eu mais velho sem o ser!!!

 

Parabéns!

antónio colaço

ÚLTIMA HORA

Meus caros O Tlm. do Zé Duque – 917546327. Vamos a ligar para o miudo, made in 1948 !

Aquele Abraço ZVD

Zé Ventura Domingos



publicado por animo às 15:10
link do post | comentar | favorito
|

MEMÓRIAS DA MEMÓRIA . QUINTA FEIRA DE ENDOENÇASJoão Peres via Facebook

Era provavelmente o dia mais agitado nas Sarzedas.

Mais que nas feiras de Ano Novo ( 1 de Janeiro) ou de S. Jacinto ( 16 de Agosto).

O sermão do encontro era o climax do dia.

Foto Google.Passos/Açores

 

 A qualidade do pregador media-se pela quantidade das lágrimas que fizesse derramar.

A testemunha imutável era o pelourinho.

 

 

 

João Peres

(In Facebook)

Título e Ilustração gráfica/animus



publicado por animo às 14:44
link do post | comentar | favorito
|

Sábado, 23 de Março de 2013
PARABÉNS, ANTÓNIO PISSARRA!!!

 

O António Pissarra, na fila de trás, ao lado direito de Mário.

Joaquim Piçarra é o novo vice-presidente do Conselho Superior da Magistratura

MAGISTRADO

Publicado <input ... >em 2013-03-21


 

 

Lisboa, 21 mar (Lusa) -- O juiz conselheiro António Joaquim Piçarra foi hoje eleito vice-presidente do Conselho Superior da Magistratura (CSM), com 785 votos a favor, num universo de cerca de 1.500 votantes, disse à agência Lusa fonte do CSM.

A mesma fonte acrescentou que Joaquim Piçarra, número um da Lista B, recebeu 785 votos a favor, contra os 666 conquistados pela Lista A, encabeçada pelo juiz conselheiro Henrique Serra Baptista.

A Lista B, cujo lema é "Unir, gerir e dignificar -- Um conselho para todos os juízes", teve 506 votos por correspondência e nas votações presenciais obteve 103 votos no círculo de Lisboa, 93 no Porto, 69 em Coimbra e 14 em Évora.

Este texto da agência Lusa foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.

 

NR

Graças ao João Peres aqui damos conta desta notícia que a todos nos alegra.

António Joaquim, a ver se vens celebrar connosco esta distinção, em Alcains, no próximo Maio!
Parabéns, rapaz.

antónio colaço



publicado por animo às 00:13
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 19 de Março de 2013
MARGARIDA CARPINTEIRO HOMENAGEADA. escreve Tó Manel

Meus caros,

Só para informar que a actriz (ou actora?) MARGARIDA CARPINTEIRO, com raízes nos Vales - Cardigos e onde brevemente se vai radicar, vai ser homenageada no próximo dia 23 do corrente, na Casa da Cultura da Junta de Freguesia de CARNIDE (LISBOA), no âmbito do DIA MUNDIAL DO TEATRO.
Recordo que a MARGARIDA CARPINTEIRO começou no Teatro e só depois passou ao cinema e à televisão. O que certamente poucos saberão é que também é autora de vários livros, entre os quais "UM NAVIO NA GAVETA", editado pelo Círculo de Leitores, e que descreve a vida quotidiana dos Vales nos anos 50/60 do século XX.
Se algum dos nossos amigos estiver interessado se associar, considere-se convidado. O convite está em anexo.
Beijos e abraços.
Tó Manel


publicado por animo às 02:05
link do post | comentar | favorito
|

Contador
pesquisar
 
Junho 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
14
16
17
18

19
20
21
22
23

26
28
29


posts recentes

ANIMUS DE LUGAR DE ENCONT...

ESTÁ TUDO DITO

ANIMUS O FIM há sete anos...

VEM AÍ A "ANIMUS SEMPER" ...

ANIMUS SEMPER escreve ant...

comasalpcb@gmail.com O E...

O RESPEITO NÃO SE DECRETA...

DAS ELIMINAÇÕES A CAMINHO...

ESTE BLOG TERMINA NO FINA...

NUNCA ACEITAREI REGRAS SA...

arquivos

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

links
subscrever feeds