Quinta-feira, 21 de Maio de 2015
DENTRO DE MOMENTOS....O OLHAR DE ZVD

DSC_0158.JPG

 

Dentro de momentos....o olhar de ZVD!!!
Fotografias de Zé Ventura Domingos.
2

Tó Manel e António Eduardo.....aguardamos que nos enviem os vossos "olhares"!

 

 

 

 

 

DSC_0257.jpgk.jpg

 

 

-Despacha lá esse copito, pá!As fotos pra cá, JÁ!!!

DSC_0017.jpgk.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

-Estou só a aviar aqui mais uns chás do Chambel e já envio as fotos!! 



publicado por animo às 11:46
link do post | comentar | favorito

MULHER AMADA AMANTE E AMIGA poema e retratos do António Gil

DSC_0024.jpgk.jpg

 

 

PRETEXTO

Decorrido tempo suficiente para ter esfriado a excitação do nosso encontro de Abrantes, sim, porque, quer queiramos quer não, ainda não se esvaziou em muitos de nós a ânsia por estes encontros, esgotada que está a novidade dos primeiros, quero partilhar convosco algumas impressões.

É verdade que esperava, como todos, uma maior adesão, sobretudo dos mais novos, mas esteve bem composto o ramo e perfeita a organização, como vem sendo apanágio do Mário e companhia. Enfim, os indefetíveis não falharam: repórteres, decanos, cicerones, “fratresque sponsas”, “presbyter et episcopus”.

E a propósito das nossas companheiras, pese embora os programas aliciantes que a organização lhes tem proporcionado, nunca é de mais realçar a sua disponibilidade para nos acompanhar e dar um tanto mais de colorido aos nossos encontros. Talvez venha a propósito, agora que os nossos passos começam a necessitar verdadeiramente de empa, os nossos e os delas, renovar votos de dedicação e carinho. Para isso, vou socorrer-me, sem imposturas tolas, parafraseando um maior, com um singelo poema que imprimi e distribuí pelas que estiveram no emocionado encontro do Pergulho:

 

MATER AMORABILIS

 

Não te recrimines, Circe da minha paixão,

Não me subjugaram os beijos que me deste:

Quis-te minha com a razão,

Não foste tu que me perdeste.

Eu não era ingénuo, só inexperiente

E vivemos nosso amor como um limiar,

Sorvemos a vida, de modo impaciente,

Destilámos amor, sem nunca fartar:

Resolvemos tudo, de uma assentada,

Como potros no pasto, à desfilada…

Rimos com os olhos, latejando o coração,

E “ficámos”, como hoje soe dizer-se:

Contudo, foi na transparente razão

Que Amor veio sempre abastecer-se.

Foste tu a armadilha do meu destino

Mas não culpa tua meu desatino.

Queremos hoje celebrar-te,

Mater nostra amorosa,

E ante todos reconhecer-te,

Apis melifica, doce e prestimosa,

Fonte da vida que o amor instiga,

Mulher, amada, amante e amiga.

 

O pretexto surge na hora, creio eu, mesmo se a hora já perdeu algum do encanto dos primeiros encontros e o poema parece querer desculpabilizar as nossas companheiras pela perdição de potenciais padres, enorme anacronismo numa etapa das nossas vidas já distante da ingenuidade inicial de qualquer ex-seminarista dos meados do século passado. Contudo, era assim que era vista a nossa “fuga”, uma obra de demónios de saias, seguramente em muitos dos nossos casos pessoais.

Todos estão lembrados dos estigmas das primas e dos frequentes alertas dos diretores espirituais de então, sempre que íamos de férias. Eu próprio, quando ainda não carpinteirava poemas, me senti no dever de escrever uma carta desculpabilizante à minha primeira namoradinha.

Vá, mesmo que o poemeto o não mereça pela forma, atente-se no conteúdo, cujo pretexto acabo de justificar, e leiam-no às vossas consortes, mesmo àquelas que estiveram no Pergulho, fazendo vossas as minhas palavras ou inventando outras mais belas, à altura da beleza delas!

Gil

 

escalada.jpgk.jpg

 

P.S.

Estava cá a pensar e ainda não comentei com ninguém, nem mesmo com o Tó Manel, que comigo viveu esta experiência com a universidade sénior de Proença, de que ele é o “magnífico reitor” e eu um mero professor de Literatura, de, lá para o princípio do outono, repetir com alguns de nós aquele pedypaper e escalada, nas imediações da barragem de Santa Luzia, Pampilhosa da Serra. Seria coisa para um dia cheio e uma noite prolongada, que desse azo à fome do Colaço de ressurreição dos artistas de antanho. Depois falamos, se se vir interesse, para cujo desiderato segue foto motivacional em anexo, com os seniores que chegaram ao cume, pois mesmo os que foram ficando pela encosta acharam que valeu a pena.

 

NR
Pudesse eu, ó estimado Gil, fustigar, com igual pertinência, outros tantos de nós, que as ardentes penas têm guardadas nos tantos sótãos da preguiçosa conveniência.
Obrigado, meu querido Gil, pelo teu poema mas também, e, sobretudo, pelo distanciado e preciso retrato com que tratas o nosso nem sempre tão distante passado.
Até a mim arrancaste este pedacinho de ressentida indolência.
OBRIGADO.

antónio colaço

 



publicado por animo às 09:49
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 19 de Maio de 2015
AS NOSSAS PALAVRAS

As nossas palavras.

 

 



publicado por animo às 20:11
link do post | comentar | favorito

A Palavra DO NOSSO BISPO D.ANTONINO EM S.VICENTE

A Palavra do nosso Bispo D.Antonino.

 



publicado por animo às 19:23
link do post | comentar | favorito

O QUE EU ANDEI PARA AQUI CHEGAR.a palavra do Pe Eusébio Firmino Silva

 

 



publicado por animo às 17:28
link do post | comentar | favorito

A PALAVRA DE MÁRIO PISSARRA

A palavra de Mário Pissarra.

 



publicado por animo às 17:09
link do post | comentar | favorito

A PALAVRA DE D.ANTONINO

A palavra de D.Antonino.

 



publicado por animo às 17:05
link do post | comentar | favorito

O LUCRO OUTRO DA AMIZADE escreve Mário Pissarra

DSC_0284.JPG

 

 

 

Acabei de encerrar as contas que se publicam sobre o nosso Encontro de Abrantes.
Feitos os devidos agradecimentos a quem nos ajudou e os respectivos pagamentos o processo está concluído.
Gostaria de salientar o modo agradável  e cordato como, em meu entender, tudo correu.

As reacções que me chegaram são positivas e creio que o tom geral pode ser sintetizado no testemunho que uma das acompanhantes me enviou:
(...)

Damos os parabéns pelo brilhante trabalho feito.

Foi mais um dia que será lembrado por todos os presentes como a confirmação daquilo que todos sabemos, mas nem sempre praticamos: mais valem umas horas de comunhão e partilha de verdadeira amizade, que muito tempo passado nas corridas do dia-a-dia, olhando para o relógio e sem tempo para o fundamental: as amizades vividas de forma a deixarem as suas marcas nos corações de cada um.

Obrigado pelo contributo para mais esta lembrança.

Enviamos algumas fotos da visita à galeria de arte.

(...)

Mais tarde apresentaremos o sumário da reunião e algumas reflexões.

Mário Pissarra

 

Contas

 

Receitas

Inscrições 106 x 25. 00 Euros --------------------- 2. 650,00 Euros

Ofertório --------------------------------------------       905,00 Euros

Venda de vinho e Chá -----------------------------       90,00 Euros

Total -------------------------------------------------       3. 645,00 Euros

 

Despesas

Restaurante ------------------------------------------ 2. 120,00 Euros

Vinho -------------------------------------------------       400,00 Euros

Chá   --------------------------------------------------           66,00 Euros

Ofertas ( 6 garrafas e 6 chás) ………………………..           30,00 Euros

Coroa de Flores ------------------------------------               13,00 Euros

Total --------------------------------------------------            2. 629,00 Euros

 

 

Entregue à Diocese --- 1.016,00 Euros (3. 645,00 Euros - 2.629,00 Euros)

                            

A Entregar ao Carlos Mingacho (Coroa de Flores) ------- 60,00 Euros

                                               (Colecta – 47, 00 + 13,00)

 

Abrantes, 17 de Maio de Maio de 2015-05-18

Mário Pissarra

PS: Agradecia que verificassem as contas e se tiverem alguma dúvida ou reparo a apontar, façam favor  de dizer.

Se nos próximos dias não houver nenhum reparo ou for encontrado qualquer erro, procederei à transferência da verba indicada para a diocese.

.........................................................................

NR
Título da nossa responsabilidade.

antónio colaço

 

 



publicado por animo às 11:20
link do post | comentar | favorito

Domingo, 17 de Maio de 2015
ABRANTES JÁ FOI! VIVA CASTELO BRANCO 2016 ( 14 MAIO 2016?)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Uma primeira abordagem do GRANDE DE ENCONTRO DE ABRANTES.

antónio colaço 

 



publicado por animo às 20:49
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 14 de Maio de 2015
AS ÚLTIMAS DO ENCONTRO DE ABRANTES Mário Pissarra faz ÚLTIMO PONTO DA SITUAÇÃO

8027659_RV5OG.jpg

 

    1. Acabo de ultimar os preparativos para o Encontro de Sábado. O vinho, o Abrantes de Honra, o chá, … O Colaço tem o seu pequeno filme nos conformes, o Cónego José da Graça o seu Power Point sobre as obras sociais da Paróquia O.K., o casal Jana a apresentação do museu na ponta da língua e o Florentino Beirão a apresentação do seu livro sobre a diocese de Castelo Branco alinhada. O que há de comum a todos eles? A indicação de que dispunha de 10. Minutos.
    2. Os cânticos a Liturgia já estão preparados Há muito pelo Manuel Antunes, o Colaço, o Cónego Assunção e o Anacleto.
    3. Se alguém quiser ainda inscrever-se ou aparecer mesmo sem estar inscrito, pode fazê-los. Pedi para colocar uns pratos a mais sem compromisso. Como o projecto de estatutos não prevê penas de exclusão, quem reunir a condição necessária e suficiente -- ser antigo aluno – será bem-vindo e bem-recebido. È só chegar a Abrantes a horas…
    4. Ninguém tem de se justificar porque vem ou não vem ao Encontro. Mas não queria deixar em claro as palavras de incentivo de alguns colegas bem como o gesto de outros que se justificaram pela sua ausência este ano.
  • Questões práticas:- Ao chegar a Abrantes siga as instruções que indicam Centro e Castelo.- Suba a Rua capitão Correia Lacerda (é a única que dá acesso ao Castelo).- Na esquina fica o café Alcaide.  Mário Pissarra

 

  1.  
  2. BOA VIAGEM!
  3. - Suba e entre no Castelo.
  4. - No cimo da rampa à direita fica o parque radical, corte à direita e estacione no amplo parque de estacionamento do castelo.
  5. - Seja qual for a entrada irá sempre ter ao largo da Ferraria (frente à Igreja de S. Vicente).
  6.  

 

 

INSCRIÇÕES

 

Abílio Delgado e Isabel Delgado (2)

Abílio Martins e esposa (2)

Alberto Cardoso Leitão (1)

Alcino Ramos Alves (1954) e Aurora Natália (2)

Alexandre Lourenço Nunes e Miquelina Nunes (2)

Alexandre Ramos Pires e esposa (2)

Anacleto Baptista e esposa (2)

António Colaço (1963) e Maria Filomena (2)

António Dias Henriques e esposa (2)

António dos Reis (1)

António Gil Martins Dias e esposa (2)

António Lopes e esposa (2)

António Manuel Lopes Alves Martins (1)

António Manuel Martins Silva (1)

António Marques Alves e esposa (2)

António Martins Ribeiro (1)

António Nuno Rei Neto (1)

António Pequito Cravo (1)

Arménio da Silva Duque (1)

Armindo Ribeiro e esposa (2)

Assis Cardoso e Ida Oliveira (2)

Augusto Rei e esposa (2)

Boaventura Calvário Antunes e M. Eugénia Prata Pinheiro (2)

Carlos Diogo e Maria de Lourdes (2)

César Oliveira (1)

Cónego António Assunção (1)

Cónego José da Graça (1955) (1)

Dom Antonino, Bispo de Portalegre e Castelo Branco (1)

Eduardo Oliveira (5)

Eduardo Pires Calção (1)

Eusébio Silva (1)

Fernando Cardoso Leitão e esposa (2)

Fernando Ferreira Duque e esposa (2)

Florentino Beirão (1)

Francisco da Silva Amaro e Filomena Pombal (2)

Francisco Simão e Virgínia Rodrigues (2)

João Chambel (1)

João Correia das Neves (1)

João Henrique Martins Dias e esposa (2)

João Peres e Isabel Peres + 3 (5)

João Pires Antunes (1)

João Quinto e Lídia Quinto (2)

João Rodrigues Dias (1)

Joaquim Mendeiros e Adelina Mendeiros (2)

Joaquim Nogueira (1)

José António Cardoso Pedro (1)

José António Manso Catarino (1)

José Eduardo Alves Jana e Isilda Jana (2)

José Figueira (1)

José Maria Lopes (1)

José Mora Alves (1)

José Pereira da Silva e esposa (2)

José Ribeiro Andrade e Maria Clara Andrade (2)

José Ventura e Emília Ventura (2)

Manuel Cardoso e Noémia Cardoso (2)

Manuel e Maria Emília Pires Antunes (2)

Manuel Inácio (1)

Mário Pissarra e Maria Fernanda da Conceição Mendes (2)

Norberto Ferreira Duque (1)

Pe. Manuel Mendonça (1)

Rogério Roque Almeida e esposa (2)

Rui Teixeira Lopes (1)

Tobias Delgado (1)

 

 



publicado por animo às 21:00
link do post | comentar | favorito

pesquisar
 
Junho 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
14
16
17
18

19
20
21
22
23

26
28
29


posts recentes

ANIMUS DE LUGAR DE ENCONT...

ESTÁ TUDO DITO

ANIMUS O FIM há sete anos...

VEM AÍ A "ANIMUS SEMPER" ...

ANIMUS SEMPER escreve ant...

comasalpcb@gmail.com O E...

O RESPEITO NÃO SE DECRETA...

DAS ELIMINAÇÕES A CAMINHO...

ESTE BLOG TERMINA NO FINA...

NUNCA ACEITAREI REGRAS SA...

arquivos

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

links
subscrever feeds