Quinta-feira, 25 de Junho de 2009
ALVES JANA.INTERVIR NA CIDADE DOS HOMENS
JANA4

1

O Colaço tem razão

Há muito que comecei a escrever para este ponto de encontro. Mas acabei por não finalizar o texto. Não sei bem já porquê. Mas talvez por não ser capaz de seleccionar o que poderia ser dito num texto curto. E a tarefa caiu da minha agenda de prioridades. O Colaço tem razão, toda a razão. Estou em falta. Apesar da insistência dele.

Não é que escrever me seja difícil. Difícil é saber “o que” quero ou devo escrever.

Mas, agora, tenho de responder ao convite.

E digo que não estou «a tempo inteiro» na comunicação social. Nem de longe.

O que está mais correcto dizer é que ocupo os meus tempos livres na comunicação social, embora os tempos livres sejam demasiado vorazes e invadam o campo do tempo de trabalho.

Aquela que é para mim a tarefa principal, o meu compromisso comigo e com os meus, é a de terminar a minha tese de doutoramento. Já há mais de meio ano que terminou o prazo regulamentar e estou, portanto, no prolongamento. Se não a terminar até 31 de Dezembro próximo, corro o risco de não a terminar a tempo. Esse é, portanto, o primeiro objectivo, o principal.

Só que os objectivos da comunicação social impõem-se de permeio com prazos mais curtos e com vozes que bradam alto. Que devo eu fazer?

Eu sei muito bem o que devo fazer. Não estou é a ser capaz de fazê-lo com determinação e eficácia devida.

É a vida.

2

O doutoramento

Há quem me pergunte. Porquê dar-me a este trabalho.

A melhor resposta, peço-a emprestada ao Colaço.

Porque vivo.

Porque preciso de perceber porquê.

Porque preciso de intervir na cidade dos homens e tenho de saber como.

Porque o mundo à minha volta me desafia a fazer alguma coisa face ao desconcerto do mundo e eu não devo ir às cegas, sob risco de desconcertar ainda mais.

Não é que tenha a resposta necessária. Não posso e não devo é desistir de procurá-la.

Além disso, há uma outra razão.

Há muitos anos à procura, tenho encontrado algumas respostas e criado algumas convicções. E tenho escrito e agido a partir delas. O projecto de doutoramento tem, assim, duas dimensões. Primeira, obrigar-se a pôr por escrito e a sistematizar essas ideias. Segunda, submetê-las a teste, seja do estudo e escrita, seja do acompanhamento da tese, seja (se lá chegar) ao exame por um júri qualificado.

Sei, é claro, que nada disto é decisão final e absoluta. Mas como nada o é, recolho pelo caminho as flores deste prado com as suas regras, personagens e oportunidades. E, é claro, contratempos.

E é assim a minha vida.

Porque vivo.

Alves Jana

NR

O Jana tem razão. O Colaço é uma chaga que chega em forma de "convite". Quer dizer, como a casa é de todos, o "convite" é suposto estar assumido por todos. Até as chaves deviam  estar na posse de todos, como se "convite", ou a noção dele, sequer existissem. Ninguém entra em casa e diz para a mulher, filhos ou sogros, "posso entrar? Tenho aqui o "convite"!!!

Mais uma notícia:- ficou hoje acertado com o nosso Alves Jana, que teremos aqui, todas as semanas, em rigoroso exclusivo ( sim, exclusivo!), quer dizer, depois de sair no Primeira Linha, semanário de Abrantes, as suas crónicas ali publicadas. O princípio vale para todos os nossos amigos quer publiquem,ou não, textos noutros sítios.

 

Portanto, depois de Jana, ei, vocês aí, os de 1963: Zé Pedro, Armindo, Ernesto, Duque, Assunção, Fernando, Simão, Lucas, Duarte, Joaquim Alberto, Alberto Reis, Roque, Romão, Chambel, Aníbal, Zé Maria,Abreu, Tobias, Horácio, Antero, Lourenço, Luciano, Virgílio, Carmona,Zé Ribeiro, Ramiro, Pissarriera, Melro, Manel Joaquim, Sousa, Poças, Zé Júlio,Zé Alberto, Adelino, Jorge, Serrano,João Luís,Abílio, Diamantino, Carrilho, Cardoso, Fonseca, Matos, Domingues.....façam favor de entrar/publicar, também!

_____________________________________________________

AMANHÃ..........ESTREIA ABSOLUTA DE

                                                         1963

                                           Perto do Princípio

                curta metragem/viagem pelos nossos anos 60

                               televisorantigo

As bilheteiras abrem dentro de momentos.Proibido o consumo de pipocas!

antónio colaço


publicado por animo às 18:06
link do post | comentar | favorito

pesquisar
 
Junho 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
14
16
17
18

19
20
21
22
23

26
28
29


posts recentes

ANIMUS DE LUGAR DE ENCONT...

ESTÁ TUDO DITO

ANIMUS O FIM há sete anos...

VEM AÍ A "ANIMUS SEMPER" ...

ANIMUS SEMPER escreve ant...

comasalpcb@gmail.com O E...

O RESPEITO NÃO SE DECRETA...

DAS ELIMINAÇÕES A CAMINHO...

ESTE BLOG TERMINA NO FINA...

NUNCA ACEITAREI REGRAS SA...

arquivos

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

links
subscrever feeds