Quarta-feira, 21 de Agosto de 2013
UM ESTUFADO DE TANTAS SAUDADES escreve Mário Pissarra

 

NR

Anteontem, de passagem por Abrantes, em arrumações, dei uma apitadela ao Mário Pissarra, pela manhã.

Não por causa do seu silêncio, que já sei entender, mas porque preciso da sua sábia palavra.

Confesso: tentei gravar como é hábito mas por estas bandas a banda larga não suporta o peso da nssa conversa e como o saldo anda por baixo, achei melhor investir em ouvir o Mário e provocá-lo para que nos escreva.

Foi por isso que mal cheguei a casa, de tão surpreendido com o que acabara de ouvr,  escrevi o pequeno texto que publiquei no Facebook no Grupo dos Antigos Alunos e que aqui transcrevo.

2

Porém, mais depressa do que imaginava, deixo-vos com a s palavras carregadas de saudade pelo reencontro que o Mário, entretanto, fez chegar, escritas entre um estufado e uma das suas habituais marchas em redor da cidade florida.

Um mimo!

Obrigado, Mário.

Nunca é tarde e  esta nossa caminhada ainda vai no adro!

antónio colaço

PS

A foto é de uma preguicite total masfoi a única que registei!

Desculpa.Estás em contra luz, mas a luz das tuas palavras supera todas as inestéticas!!!

................................................

O MEU TEXTO NO FACEBOOK DANDO CONTA DO REENCONTRO COM MÁRIO

 

É curioso.O Tó Manel dos Vales foi o primeiro a ver esta minha primeira foto aqui editada a partir d tlm!

O mais curioso - e é dito com amizade - é que o Mário Pissarra ainda não sabia que a animus tinha retomado o caminho!!

Estava à espera que o Tó Manel tomasse alguma inciativa", tal como tinha pedido a ambos.

O Mário está bem e só não gravámos porque todos os plafonds da banda larga estão a dar o berro.

Mas pusemos grande parte da conversa em dia.

Hoje, em Abrantes.

antónio colaço

 

O TEXTO ENVIADO PELO MÁRIO ONTEM

 

                17 de Agosto de 2013, acabado de regressar da minha caminhada matinal, tomado o respectivo banho e pequeno almoço, toca o telefone. Havia acabado de fazer café e colocar ao lume um estufado de legumes para o almoço. O Colaço, de passagem por Abrantes convida-me para tomar um café na Sopadel. Lume no mínimo, café sobre a mesa do computador impossível de tomar porque está demasiado quente, mas a urgência da voz e a tradicional falta de tempo pelos mil afazeres, obrigam a partir. Felizmente houve tempo para uma longa conversa sobre os mais variados assuntos, ainda que condimentada com a loucura que é sair de casa e deixar o fogão acesso. Coisa que o cuidadoso Colaço nunca faria, censurou-me. Levou de troco que também eu nunca faria muitas das cousas que ele faz. E isso é óbvio relativamente a todo e qualquer ser humano.

 

                A surpresa veio da novidade: o nosso blog está activo e a funcionar em pleno. Eu que nunca mais lá tinha voltado e que recentemente tinha dado conta a alguns da minha disponibilidade para tentar aprender com o meu filho e procurar manter acesa a chama, mesmo que ténue dentro das minhas limitadas capacidades, deste elo insubstituível de ligação entre nós. Foi uma boa notícia por várias razões: a lucidez sobrepôs-se ao impulso momentâneo da incompreensão; o trabalho para a organização do próximo encontro em Proença estava facilitado; o meu trabalho de aprendizagem dispensado ou temporariamente adiado; estava garantido um serviço eficiente e de qualidade.

 

                Mas, mais importante que tudo: a acalmia de parte do meu mundo que regressa. Sim, porque eu, como qualquer ser humano, não só vivo e faço parte do mundo como tenho o meu mundo. O meu mundo e os seus horizontes que eles definem. Parte desses horizontes, não necessariamente partilhados por todos, foram adquiridos na instituição que nos une – a frequência do seminário diocesano. E hoje, esse mundo foi enriquecido com o encontro de muitos ex-alunos, com a visita diária ao blog. Os horizontes, por vezes toldam-se, obrigam a esfregar os olhos na tentativa de enxergar algo que nos escapa, mas também em raras ocasiões, são ocasião para purificar o olhar e ajudam a hierarquizar as opções, chamando a atenção para as coisas, aparentemente comezinhas, mas vitalmente tão relevantes.

 

                A conversa foi longa e diversificada. Durante esse longo tempo o estufado de legumes não deu oportunidade a qualquer odor bispal. Mas só a novidade valeu por tudo! Ainda não tive tempo de ler os textos entretanto publicados e de que o António me deu conta. Também ontem não tive tempo de mandar o bilhete-postal que lhe prometi. Após a delícia do estufado de legumes, bem acompanhados e bebidos, tinha à porta duas toneladas de lenha para transportar e arrumar. Tirou o tempo, mas o pesado trabalho foi aliviado pela recente boa notícia e criou espaço para que mentalmente este texto fosse escrito.

 

Mário Pissarra

 



publicado por animo às 15:46
link do post | favorito

Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



pesquisar
 
Junho 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
14
16
17
18

19
20
21
22
23

26
28
29


posts recentes

ANIMUS DE LUGAR DE ENCONT...

ESTÁ TUDO DITO

ANIMUS O FIM há sete anos...

VEM AÍ A "ANIMUS SEMPER" ...

ANIMUS SEMPER escreve ant...

comasalpcb@gmail.com O E...

O RESPEITO NÃO SE DECRETA...

DAS ELIMINAÇÕES A CAMINHO...

ESTE BLOG TERMINA NO FINA...

NUNCA ACEITAREI REGRAS SA...

arquivos

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

links
subscrever feeds